Tem crescido o número de pessoas (alunos, clientes) que me dizem: “vou largar tudo”, com isto querendo dizer que vão pedir demissão sem ter ao menos outro emprego em vista. Estão infelizes com seu trabalho, com o ambiente na empresa, com o stress, com a vida louca que estão levando.

À primeira vista isso parece um quadro muito negativo. Mas se analisarmos com mais atenção vamos ver que o cenário é positivo.

O que será que está acontecendo?

Minha percepção, é que as pessoas estão se tornando mais conscientes. Quando se acende a luz num quarto há muito abandonado, pode-se ver claramente a bagunça, a sujeira que antes ninguém via. Penso que é isso o que está acontecendo. Depois de um longo período vivendo à meia luz, com uma espécie de nevoeiro cobrindo os olhos, as pessoas agora estão percebendo melhor suas vidas e descobrindo que a felicidade não está naquelas ideias que o marketing insiste em nos vender: consumo desenfreado, competição, ter mais, ser melhor que o vizinho, comprar o último modelo de seja lá o que for, em vestir-se igual à moça da revista.

Parece que alguém acendeu uma luz bem clara e as pessoas passaram a ver que seu trabalho não tinha nada a ver com seus valores, que não era aquele o seu propósito de vida, que sua motivação estava definhando e com ela a sua própria vida.

Chegar a este ponto dói muito. É um momento assustador na vida de qualquer um. Como largar o cais seguro para enfrentar o mar desconhecido? Com planejamento, com serenidade e persistência podemos conseguir. Exige esforço? Claro! Mas é assim que nos tornaremos senhores de nosso destino.